Make your own free website on Tripod.com

Faculdade de Ciências e Letras Padre Anchieta

Curso de Pós-Graduação Latu Sensu:  Ensino e Aprendizagem de Língua Inglesa

 

Disciplina:   Ensino,  Didática e Pesquisa

Aluna: Vilza Morais Gennari

 

 

Resenha : “Maneiras de Compreender Lingüística Aplicada”

                    José Carlos Paes de Almeida Filho

 

 

                         Almeida Filho em seu artigo “Maneiras de Compreender Lingüística Aplicada” (In Letras 2, Santa Maria, Julho/Dez, 1991) expõe na introdução o seu conceito de Lingüística Aplicada (doravante LA)como “ ciência aplicada cujo objeto é o problema real de uso de linguagem colocado na prática dentro ou fora do contexto escolar”.  Destaca a natureza da cientificidade da LA  uma vez que ela tem nomenclaturas e procedimentos explícitos de pesquisas, explicitando que não são outras ciências que lhe conferem essa cientificidade. Cita autores como Antony  e Campbel (1980) e as diversas interpretações que foram atribuídas ao termo LA ao longo dos anos. Para caracterizar e definir LA cita quatro campos de investigação:1) problemas ou questões da LA; 2)objetivos ou fins de LA 3)generalizações e produtos da LA e, 4) métodos de pesquisa em LA.

                        Quanto ao item 1) Problemas ou questões da LA , o autor cita que a persistência com a qual algumas questões são estudadas passam a se constituir temas centrais para a LA, exemplificando alguns como: Como se aprende, adquire e ensina o uso das línguas em diferentes situações? Quais as manifestações de transferência de língua materna para a língua-alvo? Quanto ao item 2) Objetivos ou fins de LA , o autor questiona a busca dos lingüistas aplicados, colocando a  LA num plano que seja capaz de explicar e otimizar as relações humanas através de linguagem.  Quanto ao item 3) Generalizações e Produtos da LA  expõe qual o tipo de afirmações que são feitas em LA, ou ainda, que tipo de  propostas concretas são feitas pelos autores pesquisadores. Cita autores como J.Van Ek e o que ele fez  pelo Ensino Público  na Yugoslávia. Questiona ainda o percurso a ser seguido pelos pesquisadores lingüistas  aplicados, ou seja, desde a detecção do problema ao encaminhamento de soluções, passando pela sua própria teoria acumulada.  Trata-se de, além de conhecer as propostas dos autores, conhecer também os seus procedimentos. No item 4) Métodos e Pesquisas em LA, Almeida Filho inicia questionando se um um bom lingüista aplicado precisaria ter um forte embasamento teórico em  Lingüística. Além de salientar que dentro das faculdades e universidades, o lingüista aplicado poderia ser de menor importância, uma vez que ele simplesmente precisaria aplicar conhecimentos teóricos, compara-o com outras profissões. Ressalta a longa tradição de se tomar LA como aplicação de conhecimentos de Lingüística Teórica , e em termos de pesquisa salienta que para a LA é importante  a pesquisa direta sobre o fato de uso de linguagem na situação-problema complexa em que se manifestou a necessidade de investigação sistemática. Finaliza seu artigo, citando quatro tipos de investigação: a quantitativa(baseada em fatos estatísticos), a qualitativa(para verificar problemas durante a leitura, adotou-se a técnica de protocolo verbal, o que resultou em protocolo de pausa - que são sessões gravadas em áudio – Estes protocolos gravados são analisados e interpretados qualitativamente através de codificação de categorias) a experimental e a mentalística.

 

 

 

Jundiaí, setembro de 2002